Alguns dos Mistérios ou Milagres religiosos mais estranhos do Mundo

Aparição de Maria no Egito

Neste post, o MundoMisterioso apresenta alguns dos mistérios ou milagres religiosos mais estranhos já documentados!

Conheça abaixo alguns mistérios religiosos ao redor do mundo que continuam a causar estranheza e assombro… seriam mesmo milagres?

 

As aparições da Virgem Maria no Egito

Aparição de Maria no Egito
Esta é uma das poucas fotografias que, supostamente, mostra de fato uma aparição da Virgem Maria. É uma das muitas visões que foram vistas coletivamente em 1968, quando a Virgem apareceu no topo de uma Igreja Ortodoxa Copta de Santa Maria, na cidade de Zeitoun, um subúrbio do Cairo, no Egito. A visão foi inclusive mostrada na televisão egípcia. A aparição foi vista pela primeira vez por dois mecânicos de automóveis que pensaram que era uma freira num hábito branco prestes a saltar do telhado. A visão ficou aparecendo e desaparecendo no local, por cerca de dois anos.

A aparição de Maria na Hungria

Aparição de Maria na Hungria

Esta é uma foto colorida rara de uma aparição da Virgem Maria. Ela foi tirada em 03 de setembro de 1989, quando um restaurador de arte pediu a alguém para tirar uma foto dele no andaime, quando ele estava trabalhando em uma pintura atrás do altar. Quando ele se virou, viu as figuras brilhantes do que parecia ser a “Mãe de Deus” e uma criança pequena. O fotógrafo não viu esta aparição, mas mesmo assim isso apareceu na fotografia resultante.

– Corpos Incorruptíveis: Paul de Moll

Corpos incorruptíveis, Paul de Moll

Em julho de 1899, o corpo do Reverendo Padre Paul de Moll foi exumado. O sacerdote beneditino flamengo tinha morrido em 1896. Depois de três anos, seu corpo estava em perfeito estado de conservação. Alega-se que o padre Paul de Moll, em vida, também tenha experimentado o “dom da levitação”. Certa vez, um de seus penitentes viu o padre Paul, quando este estava prestes a dar-lhe a Sagrada Eucaristia durante a missa, levantar a uma distância considerável do chão e lá permanecer por cerca de cinco minutos!

Stigmata: freira com estigmas

Stigmata - freira com estigmas

Houveram muitas pessoas ao longo dos tempos que afirmam sofrer os estigmas – as chagas que Cristo sofreu na crucificação – que, espontânea e misteriosamente aparecem em suas mãos, pés ou cabeça. Na década de 1950, a Irmã Elena Ajello de Calabrai, da Itália, foi uma dessas pessoas.

Stigmata: estigma nas mãos

Stigmata - estigma nas mãos

Antonio Ruffini, da Itália, teve estigmas nas mãos por mais de 40 anos. Os ferimentos atravessavam claramente através de suas palmas e foram examinados por médicos, que não puderam oferecer nenhuma explicação racional. Além disso, as feridas nunca infeccionavam, como normalmente ocorre.

Stigmata: estigmas nos pés

Stigmata - estigmas nos pés

Stigmata GIORGIO BONGIOVANNI

Giorgio Bongiovanni desenvolveu estes estigmas incomuns durante uma visita ao santuário de Fátima. Parte de um culto ufológico, Bongiovanni afirma que ele viu Maria e Jesus chegando em discos voadores. Jesus, disse ele, estava usando macacão de cor fúcsia. Ele também tem estigmas em outras partes do corpo (mãos, testa e flanco) e todas as feridas sangram quase que diariamente.

– Estátua de Maria que sangra

Estátua de Maria que sangra

O sangramento da estátua “Rosa Mystica” da Virgem Maria, de 1982.

Na década de oitenta os choros mais frequentemente relatados são os das estátuas “Rosa Mystica”. As estátuas se originaram a partir das revelações privadas à Pierina Gilli de Montichiari-Fontanelle, na Itália. Alegações foram feitas de que haviam até 100 estátuas chorando, mas não há dúvida de que elas choraram em números maiores. Alguns casos de sangramentos nas estátuas foram relatados como o fotografado em Brescia, Itália. Um dos primeiros a ser bem divulgado foi o da estátua Rosa Mystica em uma casa em Maasmechelen, Bélgica, que começou a chorar em 3 de agosto,1983. Na verdade, a primeira estátua Rosa Mystica a chorar nessa área, chorou em 15 de setembro de 1982, como também fez uma pequena estátua de Fátima.

– O Sudário de Turim

Sudário de Turim

Este famoso pano de séculos de idade é considerado por muitos fiéis como sendo o pano que cobriu o corpo de Jesus Cristo, e que milagrosamente tem sua imagem. Os céticos acreditam que é uma falsificação inteligente. Até agora, vários testes forenses foram incapazes de confirmar qualquer reivindicação/hipótese, de forma definitiva.